top of page

Como e porque trabalhar com ligas alternativas?

Fala, galera! Tudo bem? Aqui é Tipster Pet. Sou apostador profissional desde 2015 e me especializei nas ligas asiáticas. Hoje vou falar um pouquinho sobre o trabalho com as ligas alternativas e dividir com vocês algumas dicas que tenho certeza que irão ajudar muito a quem tem intenção de trabalhar com esses campeonatos.


Por que trabalhar com ligas alternativas pode ser uma boa estratégia?


O cenário das apostas esportivas, tanto no Brasil quanto no mundo, tem evoluído drasticamente. Essa evolução traz muitos pontos positivos para os apostadores, sejam os profissionais ou até mesmo amadores. Quais pontos seriam esses? Poderia citar vários por aqui, mas do meu ponto de vista, um dos mais importantes é a opção de oferta que temos no mercado.


Em todo segmento, onde há competitividade há evolução. O que eu quero dizer com isso é que com o destaque das apostas esportivas, mais mercados são abertos, mais casas são lançadas e nós temos a chance de buscar e analisar dentro dessas possibilidades, quais são as ofertas que mais nos atendem. Além de crescermos no sentido de visibilidade, o que pode nos ajudar no trabalho com investidores, serviço de picks, entre outras opções que podemos encontrar.


Entretanto, nem só coisas boas acabam vindo com essa popularização. Um dos pontos negativos que ressalto nesse cenário, é a adequação das casas de apostas, quando se trata da abertura das linhas e valores das odds. A princípio, oddmakers faziam a abertura de linhas e mercados com odds que favoreciam nossas entradas, ou seja, era mais fácil encontrar valor para fazermos apostas.


Com o tempo, as casas de apostas também foram se adaptando e hoje em dia, podemos dizer que o desafio de encontrar uma odd de valor, principalmente nas ligas principais, é ainda maior. Isso porque oddmakers conseguem ter uma percepção mais relevante em relação a esses campeonatos e abrirem linhas com valores mais justos.


Por conta desse movimento no mercado, muitos apostadores começaram a buscar por ligas alternativas para fazer suas entradas, já que de certa forma, é mais fácil encontrar valor nas linhas. Mas, como mais uma vez, nem só de coisas boas a vida é feita, essas ligas oferecem um outro tipo de dificuldade: ferramentas e acesso à informações relevantes para fazermos uma análise efetiva do mercado.


O que eu estou querendo dizer aqui, pessoal, é que em que em ambas competições temos desafios para enfrentar. O importante é entendermos qual é a liga que mais se adequa a nossa realidade e fazer um trabalho sério e focado, buscando sempre a evolução. Trabalhar com as ligas asiáticas, por exemplo, me trouxe o desafio do acesso à informação, não só por conta de fuso-horário, como também a questão da língua, enfim.


Por conta dessa minha experiência, então, vou compartilhar aqui com vocês 3 dicas que foram muito importantes para mim tanto na escolha das ligas quanto no acesso à informação. Bora lá?


  1. Não faça sua escolha baseado no sucesso do Fulano!


Esse é um dos pontos mais importantes. O ramo das apostas esportivas é muito peculiar - o comum é perder, certo? Todos vocês já devem saber isso. Então, quando encontramos um apostador lucrativo, é claro que podemos nos espelhar em seu trabalho, aprender junto e tudo mais. Mas não é um caminho seguro seguir exatamente os mesmos passos, por acreditar que ele tenha encontrado algum tipo de fórmula secreta.


Considere várias questões ao escolher a liga alternativa que irá trabalhar e não só os valores de mercado, considere também seus gostos, conhecimento prévio, entre outras questões que contribuirão para o seu sucesso.


  1. Alinhe suas expectativas e entenda que você também irá aprender errando.


Não seja imediatista! Como em tudo nas apostas esportivas, os resultados devem também ser analisados a longo prazo. É importante você perceber qual é o seu tempo de adequação, analisar os erros e corrigir as estratégias. E, apesar dos resultados virem a longo prazo, seja crítico com você mesmo, para realmente entender se você tem todas as ferramentas necessárias para ser lucrativo na competição.


  1. Mergulhe de cabeça na busca por informação.


Essa dica é, no meu ponto de vista, a mais relevante. O meu maior desafio foi exatamente esse em relação às ligas asiática. No nosso país, as notícias dessas ligas não são intensamente divulgadas, e estar um passo à frente em relação ao conhecimento das equipes é extremamente importante para meu método. Por isso, eu mergulhei de cabeça na busca. A internet nos abre infinitas oportunidades, então usei tudo que eu encontrava a meu favor: redes sociais, sites internacionais e tudo mais. Uma estratégia que me ajuda intensamente são as páginas, por exemplo, no Twitter, de jornalistas que divulgam as notícias sobre essas ligas.


Encontrar fontes confiáveis é sem dúvidas o maior trabalho, mas depois que se cria uma rede de acesso, fica mais prático encontrar as informações necessárias para fazer uma boa análise de mercado.


Enfim, pessoal! Essas são as dicas que fizeram bastante diferença na minha evolução como um apostador profissional nas ligas asiáticas. Espero que elas possam ajudar quem está tentando entrar nesse desafio. Então, compartilhe esse post com aquele parceiro que também quer encontrar novas possibilidades.


Em uma próxima conversa, podemos falar mais sobre como eu escolhi essas ligas e quando percebi que eu realmente poderia ser lucrativo com essas apostas.



159 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page